O que é a Gestão de Ativos?

Atualmente, as empresas têm uma necessidade emergente de aumentar a produtividade e reduzir os custos. Perante essa conjuntura, as empresas devem apostar na gestão de ativos para diferenciar os seus negócios e torná-los mais competitivos.

 

Mas afinal, a gestão de ativos é o mesmo que a gestão de manutenção? A resposta é não. Ambos os conceitos estão relacionados e complementam-se, mas têm objetivos diferentes.

 

Antes de mais, é importante que fique claro o que é, exatamente, um ativo. Os ativos são qualquer objeto físico que esteja sobre o domínio de uma determinada organização, tal como máquinas, equipamentos, materiais de escritório, ferramentas, veículos da frota empresarial, entre outros. De uma forma geral, os ativos são os bens materiais da organização.

 

A gestão de ativos tem como principal objetivo coordenar o ciclo de vida dos ativos. É o conjunto de atividades destinadas a extrair valor dos ativos da empresa, que avalia as oportunidades, os riscos e a performance desejada de cada ativo, para estabelecer prioridades. O foco da gestão de ativos é maximizar a eficácia dos mesmos durante todo o seu ciclo de vida, minimizar as falhas, reduzir as perdas e maximizar ganhos.

 

 

Quais são os benefícios da gestão de ativos?

 

Este tipo de gestão está diretamente relacionado com a produtividade dos equipamentos, disponibilizando uma melhor performance ao menor custo possível.

 

Além do foco no ciclo de vida dos ativos, estabelecendo o menor número de manutenções necessárias e aumentando o retorno do investimento, a gestão de ativos também traz outros benefícios para a organização:

 

  • Planeamento financeiro mais eficiente
  • Redução de custos
  • Aumento da produtividade e disponibilidade dos ativos
  • Aumento do OEE
  • Tomada de decisão baseada em factos reais
  • Cumprimento dos procedimentos e normas técnicas
  • Gestão de risco e melhoria da segurança

 

Qual é a diferença entre gestão de ativos e gestão de manutenção?

 

É importante perceber qual é a diferença entre a gestão de ativos e a gestão de manutenção. Embora estes dois conceitos se complementem, não são exatamente a mesma coisa.

 

A gestão de ativos refere-se a um sistema de gestão entre todos os departamentos envolvidos nos processos do negócio, sendo a manutenção um destes departamentos.

 

A manutenção surge em virtude da necessidade de manter um equipamento em funcionamento, com planos de manutenção em dia, custos controlados e dentro das expectativas da organização. No entanto, para atingir a excelência na manutenção, é fundamental entrar no âmbito da gestão de ativos.

 

Se o objetivo passa por otimizar a disponibilidade dos ativos durante o seu ciclo de vida, reduzir os custos em reparações, aumentar produtividade e estar em conformidade com as regulamentações, é necessário acompanhar os princípios da gestão de ativos.

 

A gestão de ativos incorpora a manutenção, auxiliando o processo de definição das melhores estratégias a serem aplicadas em cada ativo, para atingir o objetivo final. Quanto melhor for a gestão dos ativos, menores serão os custos associados à sua manutenção.

 

O papel da tecnologia nos processos de gestão

 

Tanto a gestão de ativos como a gestão de manutenção, não são tarefas simples e é trabalhoso controlar tudo ao detalhe. Este quadro é ainda mais rigoroso quando se trata de uma organização que dispõe de uma grande quantidade de ativos.

 

Para facilitar e apoiar este processo, existe o software de gestão de manutenção. Esta ferramenta de gestão digital permite monitorizar todos os ativos, obter informação em tempo real, planear e acompanhar as operações de manutenção, gerir stocks e, além disso, disponibiliza vários indicadores de desempenho, para que possa tomar melhores decisões.


Conheça o software Valuekeep e descubra a solução para otimizar a gestão de ativos e manutenção da sua empresa.


Agendar demo

Artigos relacionados


Blog

Como tirar partido da indústria 4.0 na Manutenção

Atingir o pleno potencial da indústria 4.0 consiste num conjunto de estratégias que envolve toda a organização e que possui várias etapas.

Saber mais

Blog

A importância do software CMMS na manutenção 4.0

Os sistemas de gestão como o CMMS asseguram o controlo global das operações de manutenção e, por isso, são um grande aliado para as empresas.

Saber mais

Blog

O que é a Manutenção 4.0?

Acompanhar o retorno de investimento dos equipamentos e ultrapassar fronteiras de comunicação são algumas das vantagens da indústria 4.0.

Saber mais

Blog

Redução de custos através da previsão de falhas ou avarias

A manutenção preventiva é um tipo de manutenção que consite em realizar intervenções para prevenir falhas e avarias nos ativos e instalações.

Saber mais

AGENDAR UMA DEMO

Simplifique a manutenção da sua empresa.

Comece já!

Agende uma demo e saiba tudo sobre a nossa solução.

Agendar demo
Schedule a Demo