O que é a Gestão de Manutenção

Gestao de Manutenção: o que é e como otimizá-la?

O sucesso da gestão de negócios de qualquer setor depende obrigatoriamente de uma gestão da manutenção eficiente. Nas fábricas, hotéis, lojas, restaurantes, entre outros edifícios, a gestão da manutenção desempenha um papel fundamental para assegurar a eficiência operacional dos equipamentos e das instalações.

 

A gestão da manutenção é definida como o processo de manutenção dos ativos e recursos de uma empresa e tem como principais objetivos:

 

 

Esta gestão passa pela monotorização regular do funcionamento das máquinas, equipamentos, instalações e ferramentas. Evita também, por exemplo, as paragens na produção devido a equipamentos avariados e o desperdício de recursos em processos de manutenção ineficientes.

 

Assim, para evitar ser surpreendido com imprevistos e falhas técnicas que podem prejudicar o fluxo de trabalho da empresa, a gestão da manutenção permite aos gestores controlar todos os processos para que tudo flua como é pretendido e sem falhas inesperadas.

 

Um dos principais objetivos da gestão da manutenção é planear e agendar o trabalho eficientemente. Desta forma, é necessário definir as estratégias de manutenção mais adequadas para os equipamentos e instalações, tais como a manutenção preventiva e corretiva.

 

Através destas estratégias, é possível eliminar as falhas técnicas e manter o funcionamento e a disponibilidade dos equipamentos, máquinas e instalações.

 

Quais são os benefícios da Gestão da Manutenção?

 

Melhorar a eficiência operacional

 

Com o desgaste normal de utilização, os equipamentos podem tornar-se menos eficientes. Por isso, uma gestão adequada da manutenção preventiva irá assegurar as melhores condições de funcionamento dos equipamentos e, além disso, aumentar o seu tempo de vida útil.

 

Poupar tempo

 

A manutenção preventiva programada reduz o tempo de paragem provocado pelas avarias nos equipamentos. Desta forma, é possível poupar o tempo gasto em reparações e substituições de emergência.

 

Garantir a segurança do staff e equipamentos

 

Através da manutenção preventiva regular, não só é garantido o funcionamento dos equipamentos como é assegurado que operam em condições de segurança. Isto resulta também num menor risco para os técnicos que estão diariamente em contacto com os equipamentos.

 

Quais são os tipos de manutenção mais utilizados?

 

O papel do gestor de manutenção é garantir a realização do tipo de manutenção indicada para cada equipamento. Por isso, vamos listar os principais e como se aplicam em cada caso.

 

Manutenção preventiva

 

O principal objetivo da manutenção preventiva é reduzir falhas futuras, evitando o surgimento do problema e evitar manutenções corretivas. Deve seguir um prazo pré-estabelecido e que é determinado de acordo com o tipo de equipamento, seu uso ou por tempo.

 

Manutenção preditiva

 

Este tipo de manutenção preditiva tem o foco de implementar uma cultura de monitoramento constante nos equipamentos e ativos. Não necessita de um calendário fixo de inspeções, mas o uso de softwares e instrumentos para avaliar vibrações, ultrassom, inspeções visuais, níveis de temperatura, entre outros.

 

Manutenção corretiva

 

Este tipo de manutenção corretiva corrige falhas já existentes e detetadas em inspeções. Por isso, realiza-se um novo agendamento para execução do reparo. Normalmente é a correção mais custosa, porque pode implicar que o equipamento fique inativo por algum tempo.

 

4 dicas para garantir uma gestão da manutenção eficiente

 

1. Gerir os custos

 

Para reduzir os custos de manutenção, é fundamental seguir os planos de manutenção estabelecidos para cada equipamento, de forma a garantir o seu funcionamento e a evitar potenciais avarias e falhas nos mesmos. Aqui falamos em gestão de ativos, ou seja, definir as melhores estratégias a serem aplicadas a cada ativo, para atingir o objetivo final: quanto mais eficiente for a gestão dos ativos, menores serão os custos associados à sua manutenção.

 

2. Digitalizar os relatórios de manutenção

 

As soluções CMMS permitem automatizar a geração de relatórios de manutenção, permitindo ao profissionais de manutenção tomar decisões de forma mais célere, sem ter de procurar a informação em pilhas de papel ou ficheiros Excel. Por outro lado, diminui o tempo dispensado pelos técnicos na elaboração manual deste relatórios e, em consequência, a probabilidade de existirem erros nos dados é bastante reduzida.

 

3. Acompanhar os indicadores de manutenção

 

Os indicadores de manutenção medem a qualidade das operações para atingir os objectivos definidos, como por exemplo, reduizr o tempo de inatividade (downtime) dos equipamentos. Permitem avaliar a evolução do desempenho das equipas técnicas ao longo do tempo e, essa análise, permite ao gestor saber em que nível se encontra a sua equipa e em que estratégias deve apostar para atingir os próximos objetivos. Os KPIs de manutenção são, portanto, um bom suporte para definir o caminho para a melhoria contínua do departamento de Manutenção.

 

4. Apostar num software de gestão da manutenção

 

Para facilitar todo este processo, existem soluções de software de gestão de manutenção ou CMMS (Computerized Maintenance Management System). A utilização destes sistemas é uma mais valia para a gestão, uma vez que simplifica todos estes processos, centralizando toda a informação e facilitando a comunicação entre gestores e técnicos de manutenção.

 

O software de gestão de manutenção permite dar resposta aos principais desafios da gestão da manutenção, que vão desde a planificação diária, mensal ou anual dos trabalhos de manutenção corretiva e preventiva até ao controlo dos custos associados às operações, de forma a garantir o pleno funcionamento de todos os equipamentos e ativos.


Descubra como o software Valuekeep pode ajudar a atingir uma gestão da manutenção mais eficiente e controlada.


Agendar demo

Artigos relacionados


Blog

Como tirar partido da indústria 4.0 na Manutenção

Atingir o pleno potencial da indústria 4.0 consiste num conjunto de estratégias que envolve toda a organização e que possui várias etapas.

Saber mais

Blog

A importância do software CMMS na manutenção 4.0

Os sistemas de gestão como o CMMS asseguram o controlo global das operações de manutenção e, por isso, são um grande aliado para as empresas.

Saber mais

Blog

O que é a Manutenção 4.0?

Acompanhar o retorno de investimento dos equipamentos e ultrapassar fronteiras de comunicação são algumas das vantagens da indústria 4.0.

Saber mais

Blog

Redução de custos através da previsão de falhas ou avarias

A manutenção preventiva é um tipo de manutenção que consite em realizar intervenções para prevenir falhas e avarias nos ativos e instalações.

Saber mais

AGENDAR UMA DEMO

Simplifique a manutenção da sua empresa.

Comece já!

Agende uma demo e saiba tudo sobre a nossa solução.

Agendar demo
Schedule a Demo